maio 15, 2019

Blog thumbnail

Osteoartrose nos cães

A osteoartrose é um problema que afeta principalmente os cachorros idosos e pode trazer muito sofrimento e problemas relacionados a qualidade de vida do seu melhor amigo. A mobilidade do sistema ósseo e articulações ficam comprometidos, causando bastante desconforto aos nossos parceiros

É a principal causa de manqueira nos cachorros, e se não tratada, pode trazer dores contínuas, desencadear outros problemas nos ossos e articulações, além de tornar a vida do seu companheiro um verdadeiro sofrimento.

A osteoartrose é o processo de degeneração das cartilagens que envolvem os ossos e articulações. Em casos severos, os ossos perdem a proteção das cartilagens chocando-se uns contra os outros no momento do movimento comprometendo a mobilidade. Por isso, é comum ver cachorros acometidos pela doença se movimentarem com bastante dificuldade, ou também mancarem.

Justamente por ser um problema causado pela degeneração e desgaste das cartilagens, a maior incidência da doença é diretamente nos animais idosos, uma vez que o sistema articular, além de sofrer o desgaste natural, e a própria musculatura que ajuda a proteger e movimentar estas articulações, com a idade perdem a força, sobrecarregando ainda mais ossos e cartilagens.

A estrutura óssea dos cães, de forma geral não suportam excesso de peso. Deste modo, a obesidade pode sim sobrecarregar ossos e articulações, provocando a osteoartrose a longo prazo. Além da sobrecarga mecânica, a gordura em excesso produz uma substância chamada adipocina que piora a inflamação e o processo de artrose. Por isso, além dos problemas relacionados a pressão, diabetes e coração, também é necessário entender que pode desencadear doenças que incidem diretamente no sistema ósseo e articular.

Por se tratar de uma doença degenerativa de ocorrência muito comum entre animais idosos, sua prevenção requer alguns cuidados. Apesar da cura desta doença ainda ser desconhecida, é possível prevenir e principalmente melhorar a qualidade de vida do seu companheiro com algumas ações:

– Alimentação balanceada, com uso de suplementos caso necessário, próprios para o fortalecimento do organismo e articulações;

– Controle do peso do animal;

– Facilitar o deslocamento para locais mais altos como sofás, usando rampas ou escadas, para evitar que pulem;

– Evitar terrenos irregulares;

– Cuidado ao tipo de piso onde o animal transita, evitar pisos escorregadios, se necessário usar tapetes de borrachas para melhorar estabilidade;

– Realizar exercícios frequentes e adequados a condição física do animal;

Como podemos perceber, tratam-se de atitudes que visam a melhoria da qualidade de vida do animal a médio e longo prazo, para evitar o desgaste precoce da cartilagem, protegendo as articulações e ossos.

Apesar da osteoartrose ainda não ter cura conhecida, existem tratamentos direcionados para a melhoria dos sintomas e qualidade de vida dos animais. São principalmente medidas alternativas para diminuir a dor do animal e interromper o avanço da doença. O tratamento pode ser realizado por meio de nutrição diferenciada, fisioterapia, acupuntura, hidroterapia, entre outros exercícios. Ainda, há o tratamento medicamentoso e, em alguns casos, cirurgia. Entretanto, reforçamos: não tome nenhuma atitude relacionada ao tratamento, sem antes consultar um médico veterinário especializado. Ele é o único profissional capaz de dar um diagnóstico e indicar o tratamento mais adequado para seu melhor amigo.

Deixe uma resposta